6 de dez de 2012

ROGER FEDERER - TÊNIS



Roger Federer (8 de agosto de 1981Basileia) é um tenista suíço, considerado por diversos analistas esportivos, críticos de tênis e antigos tenistas como um dos melhores jogadores de tênis de todos os tempos.[5][6][7][8][9][10][11][12][13][14]
Em 2004, alcançou a liderança do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais(ATP) pela primeira vez, posição que conservou por 237 semanas consecutivamente, um novo recorde mundial. Depois de perder a posição para Rafael Nadal, conseguiu recuperá-la em 5 de julho de 2009, após vencer o torneio de Wimbledon e se consagrar como o maior campeão de Grand Slams. Ao todo, até perder sua posição de número 1 mundial, Federer havia completado 285 semanas no posto, a uma semana do recorde absoluto de Pete Sampras de 286 semanas.
Em 2012, ao vencer o torneio de Wimbledon pela sétima vez, eliminando o então número 1 mundial Novak Djokovic na semifinal, voltou a alcançar a liderança do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), o que lhe garantiu igualar e quebrar o recorde de 286 semanas como número 1 mundial de Pete Sampras.[15]
O status de Federer deriva dos seus numerosos recordes, entre os quais 17 títulos de Grand Slam e um career Grand Slam (Vitória nos quatro torneios do Grand Slam, recorde compartilhado com Fred Perry 1933-1934-1935, Donald Budge 1937-1938, Rod Laver 1960-1961-1962, Roy Emerson 1961-1963-1964, Andre Agassi 1992-1994-1995-1999 e Rafael Nadal 2005-2008-2009-2010). Federer tem ainda o recorde de 24 finais de Grand Slam disputadas e participação em 23 semifinais consecutivas de Grand Slam, série iniciada no torneio de Wimbledon de 2004[16] e encerrada no Aberto da França de 2010, quando foi eliminado nas quartas-de-final, totalizando seis anos consecutivos de participações em semifinais de torneios do Grand Slam[17]. Em resultado de seus sucessos, Federer conquistou o Laureus World Sportsman of the Year por quatro anos consecutivos (2005–08)[18]. Federer detém também o recorde de vitórias na ATP World Tour Finals, que reúne em novembro os oito melhores tenistas da temporada, com 6 títulos em 10 participações.

Um comentário: