29 de dez de 2009

EQUIPE BICAMPEÃ MUNDIAL DE RAFTING

Depois de se consagrar campeão mundial da Rafting em 2007, na Coréia do Sul, e entrar para a história da modalidade em todo mundo, o Brasil colocou definitivamente seu nome como referência do Rafting mundial ao vencer novamente o Campeonato Mundial da modalidade, ontem, na Bósnia e Herzegovina. O título veio neste sábado após o término da prova de Slalom que foi disputada a noite no rio Vrbas, na cidade de Bangaluka. Na prova vencida pelos japoneses o Brasil conquistou a sexta colocação, contudo a regularidade dos brasileiros nas quatro provas da competição - 1°lugar no Sprint, 5° no Sprint Paralelo, 2° no Descenso e 6° no Slalom – foi determinante para mais um conquista da equipe de Brotas, conhecida cidade do interior de São Paulo pelos esportes radicais. “Fora o Japão, as outras equipes não tiveram a mesma regularidade: a Hungria, por exemplo, venceu o Descenso, mas teve baixa colocação nas demais disciplinas. A grande surpresa do campeonato foram os ingleses, com um surpreendente e merecido terceiro lugar”, contou Jean Claude Razel, chefe da equipe brasileira. Os japoneses ficaram com a segunda colocação geral. No mundial de 2007, quando os brasileiros conquistaram pela primeira vez o título mundial, os vice-campeões foram os atletas da República Tcheca e os terceiros colocados foram os japoneses. Porém, para conquistar o bicampeonato as dificuldades para se conseguir mais esta vitória não se deveram apenas a obstáculos dentro da água. Nos últimos meses os atletas brasileiros sofreram lesões e perda de patrocinadores em função da crise mundial. “Felizmente com trabalho de preparação fisiológica e de nutrição de um lado, com suporte da Greco e Schutzer de São Carlos, e patrocínios da Prefeitura Municipal de Brotas e da Itaipu Binacional, com ajuda decisiva da CBCa, estes problemas foram superados. Na hora de embarcar para defender o título, a equipe estava muito mais forte do que em 2007. Na Bósnia, a pressão e a responsabilidade de campeões pesou bastante e o sabor da vitória é ainda mais precioso” comemorou Jean Claude. Os atletas brasileiros também tiveram apoio do Ministério do Esporte por meio do projeto Bolsa-atleta, que auxilia esportistas do país durante todo o ano de treinamento e competições. Para o presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, João Tomasini Schwertner, não foi surpresa mais esta conquista brasileira. “Eles estavam se preparando há muito tempo, pois acreditam no seu potencial. Contudo, é importante salientar que os apoiadores e patrocinadores da equipe foram fundamentais para esta conquista do Brasil, pois eles acreditaram na equipe Alaya Bozo D´Água e na conquista do bicampeonato para o país”, confirmou Tomasini. Jean-Claude Razel (Manager) Lucas Paulino da Silva Core Paulo Sergio Bertato Silveira Fábio Ramos Lourenção André Brandão Antônio José Salvatti Samuel Barbosa de Almeida Rafael Ribeiro da Cruz Rafael Andrade (Atletas) Títulos Conquistados. Campeã Pan-americana 2006 – Costa Rica Tetracampeã Brasileira de Rafting - 2003 -2004 -2006 -2007 Campeã Européia de Sprint - 2003 Campeã Mundial de Sprint - 2003 Medalha de Bronze Mundial 2003 - República Tcheca Campeã Extreme Rafting Challenge - 2003 Campeã Brasileira de R4 - 2004 Site oficial da equipe: www.alaya.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário