9 de ago de 2009

CLODOALDO - FUTEBOL

Clodoaldo Tavares de Santana (Aracaju, 26 de setembro de 1949) é um ex-jogador de futebol brasileiro. Clodoaldo jogou ao lado de muitos dos seus ídolos de infância. Santista desde criança, ele iniciou sua trajetória na Vila Belmiro com treze anos, quando começou a atuar nas categorias de base do clube. Clodoaldo é considerado por muitos como um volante habilidoso, que marcava bem nos dois lados do campo e era eficiente no apoio ao ataque. Jogou toda sua carreira no Santos, onde marcou treze gols em 510 partidas. Revelado pelo falecido técnico Ernesto Marques, Clodoaldo tinha, segundo seus admiradores, técnica, classe, lealdade e grande eficiência. Seus primeiros jogos no time principal do Santos, em 1966, foram durante uma excursão pela América do Sul. Já em 1967, com apenas dezessete anos, virou titular do time ao substituir o ídolo Zito e nunca mais saiu. Nos catorze anos em que atuou pelo "peixe", alcunha do Santos, Clodoaldo ajudou a conquistar cinco Campeonatos Paulistas, um Roberto Gomes Pedrosa (Campeonato Brasileiro da época) e a Recopa dos Campeões Intercontinentais. Convocado para a Copa de 1970, foi titular e campeão, marcando um gol no Uruguai. Em 74, acabou se machucando e foi cortado antes da estréia, num episódio polêmico envolvendo Zagallo e o médico dr. Lídio Toledo. Praticamente finalizou sua carreira aos 29 anos, logo após uma cirurgia realizada em seu joelho esquerdo. Depois que parou de jogar, Clodoaldo manteve sua relação com o Santos ocupando cargos como diretor, vice-presidente e gerente de futebol

Nenhum comentário:

Postar um comentário